Assuntos estratégicos de Segurança e Defesa
Avatar image

Capitão-de-mar-e-guerra

Manuel Amaral Mota

O Capitão-de-mar-e-guerra Manuel Amaral Mota nasceu na República da África do Sul em 06 de Agosto de 1967. Ingressou na Escola Naval em 1 de Outubro de 1984. Desde 5 de janeiro de 2015 que é Capitão-de-mar-e-guerra.

Atualmente está colocado na Inspeção-Geral da Defesa Nacional onde integra equipas multidisciplinares que conduzem inspeções e auditorias aos ramos da FA´s, do EMGFA e da Secretaria Geral do MDN a fim de contribuir para a melhoria dos processos internos das entidades auditadas.

Anteriormente esteve a desempenhar funções na Naval Striking and Support Forces NATO (SFN).

 

Última atualização em 0000-00-00

O Capitão-de-mar-e-guerra Manuel Amaral Mota nasceu na República da África do Sul em 06 de Agosto de 1967. Ingressou na Escola Naval em 1 de Outubro de 1984 e em 1 de Outubro de 1989 foi promovido a Guarda-marinha tendo neste posto, desempenhado o cargo de Oficial Imediato do navio patrulha “Quanza”.

Em 1 de Outubro de 1990 foi promovido a Segundo-tenente e frequentou o curso de especialização de oficiais em artilharia, após o qual desempenhou as funções de Chefe do Serviço de Artilharia a bordo da fragata “Comandante Sacadura Cabral”. Em Fevereiro de 1992 frequentou o Curso de Controlador de Helicópteros no Reino Unido tendo vindo a desempenhar essa função a bordo das fragatas classe “Vasco da Gama” entre Maio de 1992 e Dezembro de 1993. Neste período, destaca-se a integração na STANAVFORLANT entre Janeiro e Maio de 1993 a bordo do NRP “Alvares Cabral”, a participação no Portuguese Operational Sea Training em Setembro 1993 e nos Ship Helicopter Operating Limits em No vembro do mesmo ano, estas últimas missões, a bordo da fragata “Corte Real”.

Seguidamente foi colocado no Centro de Instrução de Táctica Naval onde, até Fevereiro de 1996, para além das atividades de instrução ligadas às operações navais, criou e chefiou o Gabinete de Treino de Controladores de Helicópteros nesse centro, tendo entretanto sido promovido ao posto de Primeiro-tenente em 01 de Outubro de 1994.

Entre Fevereiro de 1996 e Fevereiro de 1998 voltou a embarcar, desta feita como Oficial de Operações da fragata “Comandante Hermenegildo Capelo” e nos 2 anos seguintes foi Comandante do navio-patrulha “Save”. Durante estas comissões a bordo, no primeiro navio participou em vários exercícios nacionais e NATO, e no navio-patrulha desenvolveu atividades fundamentalmente ligadas à Busca e Salvamento Marítimo e à Fiscalização da Pesca.

Finda esta última comissão de embarque em Fevereiro de 2000, foi colocado no Comando Naval, desempenhando as funções de Chefe da Secção de Protocolo da Divisão de Informações do Estado-maior e em acumulação, o de Chefe do Gabinete de Apoio ao Vice-almirante Comandante Naval.

Em Setembro de 2003 destacou para o então Commander-in-Chief South Atlantic (CINCSOUTHLANT), quartel NATO em Oeiras. Aqui foi Chefe do Logistics Operations and Plans Branch com a responsabilidade de elaborar os planos, conceitos e diretiva logísticas para os Comandantes das Componentes das NATO RESPONSE FORCE (NRF) 5 e 6.

Entre Setembro de 2005 e Julho de 2007 desempenhou funções como docente na área de ensino de operações do Instituto de Estudos Superiores Militares lecionando matérias alusivas às operações conjuntas e combinadas com destaque para o Processo de Planeamento Operacional, conceitos CJTF/NRF e Comando e Controlo.

Em Setembro de 2007 foi nomeado para uma comissão de serviço no Allied Command Transformation (ACT) em Norfolk, VA, EUA e, por um período de 3 anos, exerceu a função de Lessons Learned Implementation Staff Officer. Entre várias responsabilidades, destaca-se o seu trabalho no treino e aprontamento dos oficiais dos estados-maiores responsáveis pelas células de lições aprendidas nas suas respetivas organizações, quer as projetadas em teatros operacionais reais como o Afeganistão, quer as dos Comandos Operacionais permanentes de Lisboa, Nápoles e Brunssum. Neste âmbito, também integrou o corpo docente residente para o curso NATO Lessons Learned Staff Officers Course que decorre anualmente em 3 iterações diferentes na Suécia.

De regresso a Portugal, a 15 de Setembro de 2010 foi colocado na Divisao de Planeamento como Chefe da Secção de Planos e Gestão Operacional.

Por força da vinda da Naval Striking and Support Forces NATO (SFN) para Portugal em 17MAI12, inesperadamente destacou para esse Comando tendo exercido o cargo de Chefe da Divisão de Logística por um período de 3 anos e meio.

Atualmente está colocado na Inspeção-Geral da Defesa Nacional onde integra equipas multidisciplinares que conduzem inspeções e auditorias aos ramos da FA´s, do EMGFA e da Secretaria Geral do MDN a fim de contribuir para a melhoria dos processos internos das entidades auditadas.

Foi promovido ao seu posto atual a 05 de janeiro de 2015 e já foi agraciado com diversos louvores nacionais e internacionais tendo-lhe sido concedidas 2 Medalhas Militares de Serviços Distintos Grau Prata, a Medalha Militar de Mérito Militar de 2ª Classe, a Medalha Militar da Cruz Naval 2ª Classe e a Medalha Militar de Comportamento Exemplar Grau Ouro.

O Capitão-de-mar-e-guerra Amaral Mota vive em Carcavelos e tem uma filha, Sara Isabel com 22 anos a frequentar o 6º ano de Medicina. Tem particular interesse por história e prática, sempre que pode, natação, xadrez e golf.

Capa da Revista

Última revista publicada:

Nº 2613 - Outubro de 2019

Avatar image
Capa da Revista

Assinaturas anuais

REVISTA MILITAR @ 2019
by CMG Armando Dias Correia