Nº 2428 - Maio de 2004
Crónicas - III - Narrativa Cronológica
Coronel
António de Oliveira Pena

Primaveras na Revista Militar Abril/Maio

1854-1904-1954-2004

Destaque do passado de há 150 anos (1854)
 
A narrativa cronológica que neste número se inicia tem o objectivo de dar conhecer e interligar, vivências, acervos e outros âmbitos da Revista Militar, há 150, 100, 50 anos e actualidade.
 
A ideia traduz-se em apresentar quatro trabalhos por ano, Primavera (Abril/Maio), Verão (Julho/Agosto), Outono (Outubro/Novembro) e Inverno (Janeiro/Fevereiro).
 
Ao longo desta Narrativa observam-se aspectos gerais sobre sócios efectivos, corpos gerentes e linha cultural e editorial, esta neste primeiro trabalho destacando o passado há 150 anos.
 
No respeitante a Sócios Efectivos, em 1854, há 150 anos, a Empresa da Revista Militar tinha apenas 28, ou seja, os vinte e seis Fundadores e mais dois. Em 1904, há 100 anos, o quantitativo foi de 17, total que merece análise face ao estudo da fusão, que ocorreu em Janeiro de 1905. No ano de 1954, há 50 anos, a Empresa tinha 57 Sócios Efectivos, já contando com o actual Decano, Major-General Hélio Augusto Esteves Felgas, na altura Capitão (Sócio nº160, ingresso no posto de Tenente, aos 27 anos, em 16 de Dezembro de 1947). Agora, Abril/Maio de 2004, o Regulamento Interno permite setenta e existem 63 Sócios Efectivos.
 
Em 1854 os Corpos Gerentes resultavam do “Acordo de 1848”, resumindo-se à Direcção constituída por quatro elementos (Coronel, Major e dois Capitães). Há 100 anos, Abril/Maio de 1904, já existiam Corpos Gerentes, sendo oito os seus elementos (AG/dois, Direcção/três e Comissão Revisora de Contas/três). Na Primavera de 1954 os CG eram constituídos por 22 elementos, AG/4, Dir/14 (Presidente/nomeado anualmente pelo Ministro da Guerra de entre os Sócios Efectivos da Empresa, Vice-Presidente, Director-Administrador, Director-Gerente, Vogais Efectivos e Vogais Suplentes) e Conselho Fiscal com 4 elementos, sendo o Presidente da Direcção. Em 2004 a constituição é semelhante, não existindo Vice-Presidente da Direcção, e o quantitativo total é menor, 20 elementos. Em termos funcionais, dinâmica Executiva da Direcção, de há 150 anos, 100 anos, 50 anos e de agora, verifica-se semelhança quantitativa e normativa, havendo, respectivamente, quatro, três, quatro e três elementos.
 
1854 - Há 150 anos.
 
Em 1854, há 150 anos, os artigos não eram assinados, apenas Organização Militar (pelo SE, Major Graduado Cunha Vianna), mas sente-se que a maioria dos trabalhos tem a Direcção (Redacção) como autora, de que se transcrevem algumas partes:
 
–  Theatro da Guerra no Oriente - Apontamentos, descripções e noticias. - III. SEBASTEPOL.
 
–  Artilheria - Resposta à replica do sr. Major graduado, Cordeiro. (Dezembro 1 de 1853 - A. F. de Souza Pinto - Maj. graduado d’Art.)
 
–  Infanteria
  
- Organização Militar - O Futuro das Familias dos Militares.
(Abril 6 de 1854 - A. F. de Souza Pinto - Maj. graduado d’Art.)
 
- O Exercito Turco - Infanteria Turca (Ernesto de Weyh)
 
- Recordações da Campanha D’Argelia
 
–  II. El-Kadj-Abd-El-Kader-Ben-Mahhi-Ed-Din.
 
–  Questão do Oriente - X. O que era de esperar.
 
 
Coronel António Pena
Director-Gerente do Executivo da Direcção
Gerar artigo em pdf
2009-06-18
0-0
1403
12
REVISTA MILITAR @ 2018
by CMG Armando Dias Correia