Nº 2500 - Maio de 2010
Crónicas Bibliográficas

A LUTA POLÍTICA EM PORTUGAL NOS FINAIS DO ANTIGO REGIME

I - A PROPOSTA DE REFORMA DO EXÉRCITO DE 1803

 
O Dr. Manuel Amaral, numa edição da Tribuna da História (que tanto tem contribuído para a historiografia militar portuguesa), apresenta-nos agora um livro de muito interesse, oportuno e que vem trazer novas contribuições para a História do Exército Português. Trata-se do Primeiro volume de “A luta política em Portugal nos finais do Antigo Regime”, que versa o tema da Reforma do Exército em 1803.
 
Esta obra, com uma Apresentação notável sobre o período de transição do século XVIII para o século XIX e as necessidades de reorganização dos instrumentos militares que resultavam das “guerras da revolução em França”, focaliza-se no caso português e na reorganização do Exército em 1803.
 
Reorganização que não foi concluída, mas que depois foi em parte retomada em 1809, quando Portugal teve de enfrentar invasões de tropas napoleónicas.
 
A presente obra é o primeiro documento exaustivo sobre aquela reforma, o pensamento que a orientava e as resistências encontradas, que conhecemos.
 
Constitui, a par de outras abordagens, um documento essencial para a História do Exército Português, pelo que felicitamos o Apresentador e a Editora por mais este contributo que amavelmente enviaram à Revista Militar, que agradece a contribuição para a sua Biblioteca.
General Gabriel Augusto do Espírito Santo
Presidente da Direcção da Revista Militar
 
 

 

 
General
Gabriel Augusto do Espírito Santo
Gerar artigo em pdf
2011-02-23
0-0
1522
15
Avatar image

General

Gabriel Augusto do Espírito Santo

Nasceu em Bragança em 8 de Outubro de 1935.

É General do Exército, na situação de Reforma desde o ano 2000, depois de ter servido nas Forças Armadas Portuguesas durante 49 anos.

Além de Tirocínios e Estágios na sua Arma de origem possui os Cursos da Escola do Exército (Artilharia), Curso Complementar de Estado-Maior e Curso Superior de Comando e Direcção (Instituto de Altos Estudos Militares), Curso de Comando e Estado-Maior (Brasil) e o Curso do Colégio de Defesa Nato (Roma).

Falecido em 17 de outubro de 2014.

REVISTA MILITAR @ 2019
by CMG Armando Dias Correia