Nº 2541 - Outubro de 2013
Crónicas Bibliográficas : Museus Militares do Exército – Um modelo de gestão em rede

Museus Militares do Exército – Um modelo de gestão em rede

 

A presente publicação associa dois trabalhos distintos:

– O do Tenente-coronel de Cavalaria Francisco Amado Rodrigues, desenvolvido a partir da tese elaborada no Mestrado em Museologia e Museografia (2003-2005), na faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, e ao qual aditou elementos resultantes das decisões do Comando do Exército, no âmbito da Direção de História e Cultura Militar (DHCM), entre 2007 e 2010;

– O trabalho de projeto A Natureza e Gestão das Coleções dos Museus Militares na Dependência da DHCM (Exército), defendido pela Mestre Mariana Jacob Teixeira, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto, no final de 2012.

A tese da Mestre Mariana Jacob Teixeira, que foi sargento do regime de contrato, no Museu Militar do Porto (dezembro de 2006 a setembro de 2011), consagra um conjunto de propostas de linhas orientadoras, em face “da necessidade da criação de um «Manual de Gestão das Coleções» (dos Museus Militares), com o objetivo de uniformizar as políticas e os procedimentos relativos às várias atividades relacionadas com os objetos, nomeadamente a incorporação, alienação, empréstimo, depósito e documentação”.

Ambos os trabalhos constituem suportes inovadores para a construção de uma “rede” de Museus Militares, contribuindo, firmemente, para a integração dos mesmos na Rede Portuguesa de Museus.

A Revista Militar felicita os autores pela publicação desta obra e agradece o volume que foi ofertado para a Biblioteca.

Major-general
Adelino de Matos Coelho
Gerar artigo em pdf
2014-02-23
904-905
993
28
Avatar image

Major-general

Adelino de Matos Coelho

Habilitado com os Cursos de Infantaria, da Academia Militar, Geral de Comando e Estado-Maior e Superior de Comando e Direção, do Instituto de Altos Estudos Militares; possui outros Cursos de que se destacam o de Oficial de Informação Pública do Comando Aliado da Europa da OTAN (Bélgica), o Curso Militar de Direito Internacional dos Conflitos Armados, do Instituto de Direito Humanitário de Sanremo (Itália) e o Diploma de Pós-Graduação em Estudos Europeus da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Ao longo da sua carreira, prestou serviço em várias Unidades e Órgãos do Exército, nomeadamente, no Regimento de Infantaria de nº 3, em Beja, que comandou, e no Estado-Maior do Exército, onde desempenhou o cargo de Chefe da Divisão de Pessoal. Além disso, também desempenhou carg

REVISTA MILITAR @ 2017
by CMG Armando Dias Correia