Nº 2637 - Outubro de 2021
Pessoa coletiva com estatuto de utilidade pública
Crónicas Bibliográficas

 

Uma Ilha dos Mares do Sul – Xefina Grande é um livro da autoria do Tenente-coronel de Artilharia João José de Sousa Cruz, editado em setembro de 2018. A Xefina Grande e as ilhas do Meio e Pequena pertencem ao conjunto das ilhas de Xefina, situadas da foz do rio Incomati, a noroeste da Baía de Maputo (antiga cidade de Lourenço Marques).

Por três vezes, o autor esteve em campanha em Moçambique. No entanto, foi em 1951 que Sousa Cruz visitou este território africano, pela primeira vez, no decurso da sua vigem de finalistas, enquanto aluno do Colégio Militar. Em janeiro de 1958, como alferes, foi mobilizado, pela primeira vez na sua carreira militar, tendo sido colocado na Bataria de Artilharia de Costa n.º 2, sita na Xefina Grande, onde permaneceu cerca de ano e meio.

As experiências vivenciadas em Moçambique serviram de inspiração para a elaboração desta curiosa e pormenorizada monografia em que as realidades geográficas surgem em alternâncias complementares com considerações relacionadas com a História de Portugal no Oceano Índico, desde o séc. XVI ao séc. XX, o autor não pôde deixar de manifestar o seu «desgosto», quando, mais recentemente, “num motor de busca da Internet, procurou a palavra XEFINA, facilmente encontrou as imagens que publica no livro…”.

A Revista Militar felicita o autor pela publicação desta obra e agradece a oferta do exemplar que passou a contar no seu acervo bibliográfico.

 

Major-general Adelino de Matos Coelho

Diretor-Gerente da Revista Militar

Major-general
Adelino de Matos Coelho
Gerar artigo em pdf
2022-03-22
839-839
49
49
Avatar image

Major-general

Adelino de Matos Coelho

Habilitado com os Cursos de Infantaria, da Academia Militar, Geral de Comando e Estado-Maior e Superior de Comando e Direção, do Instituto de Altos Estudos Militares; possui outros Cursos de que se destacam o de Oficial de Informação Pública do Comando Aliado da Europa da OTAN (Bélgica), o Curso Militar de Direito Internacional dos Conflitos Armados, do Instituto de Direito Humanitário de Sanremo (Itália) e o Diploma de Pós-Graduação em Estudos Europeus da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Ao longo da sua carreira, prestou serviço em várias Unidades e Órgãos do Exército, nomeadamente, no Regimento de Infantaria de nº 3, em Beja, que comandou, e no Estado-Maior do Exército, onde desempenhou o cargo de Chefe da Divisão de Pessoal. Além disso, também desempenhou carg

REVISTA MILITAR @ 2022
by CMG Armando Dias Correia